Portabilidade é melhor que resgate

A Márcia me pergunta se deve resgatar a poupança previdenciária dela, pois está descontente com a rentabilidade do banco. Resposta: até pode, mas não deve.

Explico melhor: como ela quer continuar com previdência privada, a melhor opção é a portabilidade, parcial ou total, para outro plano de outro banco ou para um Fundo de Pensão. Isso leva 5 dias úteis. A vantagem da portabilidade para outro plano de outra instituição é que o imposto é zero, diferente de você resgatar o dinheiro aplicado.

Agora, importante: só dá para portar dinheiro na fase de contribuição e de um PGBL para outro PGBL ou para Fundo de Pensão e deste para PGBL. Já se o teu plano for um VGBL, só pode portar para outro VGBL.

É que PGBL e Fundo de Pensão têm tratamento tributário idêntico e, ambos, diferente de planos VGBL.

Dica importante: se você escolheu a tabela de imposto de renda regressiva quando fez o plano no primeiro banco, não dá para mudar para a progressiva quando portar o dinheiro. Já o contrário é possível.

E, olha, essa escolha é fundamental. Pode significar uma economia enorme em termos de imposto. Me consulte antes no site WWW.renatofollador.com.br, para não escolher errado.

Anúncios