Despreparo profissional

Vocês já perceberam que a qualidade dos serviços vem caindo dramaticamente?

Quem já notou o despreparo dos garçons em restaurantes, o mau-humor e o desconhecimento sobre os produtos das vendedoras de lojas, a má-vontade das pessoas que atendem em call-centers e a lerdeza dos caixas.

Sabem o nome disso? Progresso. É, é isso mesmo! Quando a economia cresce mais que a educação, falta mão-de-obra qualificada no mercado, e abre espaço para gente despreparada e incompetente ter oportunidade de emprego.

Do ponto de vista social, maravilhoso! Sob a ótica de que pagamos por serviços sem qualidade, não há como ficar contente.

O ano passado foram criados 2,5 milhões de novos postos de trabalho e o país cresceu 7,5%. Só no primeiro trimestre deste ano, foram criados 584 mil empregos formais.

A Previdência Social agradece. Emprego com carteira assinada é mais receita, o que permite o arrefecimento do déficit anual que hoje está na casa dos R$ 50 bilhões. Mas, perceberam? Mesmo batendo recordes na criação de empregos, o déficit do INSS cresce menos, mas cresce.

Daí eu alertá-los para também ter, no mínimo, uma outra fonte de aposentadoria.

Lembrem do conselho de nossos avós: seguro morreu de velho.

Anúncios