Liberdade

A liberdade é um estado de espírito.
Há muita gente que acha que é livre porque tem a liberdade física de ir e vir, mas não consegue dormir à noite, pois não tem a consciência tranquila.
Acho que a verdadeira liberdade é poder confrontar-se com sua consciência e poder sentir-se em paz.
Por outro lado, quando alguém olha para uma pessoa rica, com carro importado, mansões, barcos, empresas e empregados, logo lhe vem à mente: esse aí pode comprar tudo. Esse é um cara livre, que faz o que quer.
Pois lamento informar, mas conheço gente que tem tanto, mas tanto dinheiro, que é escravo dele. Que só pensa em como como guardá-lo, em como multiplicá-lo. A escravidão pode ser vivida de diferentes formas: a escravidão ao trabalho, a escravidão a um dogma, a escravidão a uma seita, a escravidão ao gosto pelo poder, a escravidão a um vício ou mesmo a escravidão a um amor.
Vou ainda tocar nos diversos tipos de escravidão, mas, hoje, vou me ater à escravidão ao dinheiro.
Existe gente que torra tudo o que ganha e sequer pensa do que viverá no futuro. Eu os chamo de “sem previdência”.
Por outro lado, existem os que guardam tudo, passando até necessidades no presente, acumulando por medo ou por avareza. Os “sem vida”. Os “sem presente”.
Os dois estão equivocados porque não conhecem o caminho do meio, que é o da liberdade de sempre viver da forma que lhe traga conforto, paz e felicidade.

Anúncios