Juro pra quem é Burro!

Somos a ignorância financeira no país da mais alta taxa de juros.
Em países desenvolvidos, ensina-se o povo a poupar antes de gastar. E poupança é fundamental para um país investir e crescer. Por isso, lá fora, não há compra parcelada.
Aqui se estimula o gasto sem ter poupança, mas com crédito abundante em infinitas prestações.
Resultado: a imensa maioria empobrece à custa de uns poucos que enriquecem explorando a falta de educação financeira do cidadão. Aliás, esta não interessa ao comércio, aos bancos e ao governo.
Ao comércio, porque ele vai receber independente de como o cidadão financie, aos bancos porque quanto maior o juro maior o ganho e ao governo para que o povo não entenda a relação entre impostos, inflação e dívida pública.
No crédito, há 3 elementos fundamentais: valor, juro e prazo.
Uma televisão de umas 50’ custa uns R$ 3.000,00. O cidadão não tem dinheiro, mas em 36 meses dá “só” R$ 159,00. Pronto. Leva a TV, porque o orçamento comporta esta prestação.
Ocorre que são 4% de juros ao mês. No final, ele terá pago quase 2 TVs e R$ 2.725,00 de juros.
Agora, se este cidadão, guardasse os R$ 159,00 e esperasse por 6 meses para comprar, teria uns R$ 1.000,00, financiaria os outros R$ 2.000,00 em 6 meses e pagaria R$ 1.286,00 de juros, ou R$ 1.439,00 a menos.
Esse valor que ele perdeu é exatamente o que outro ganhou.
Olha, trabalhamos 1/3 da vida só para pagar juros no Brasil e não sabemos.

➡️Consultas sobre finanças e previdência: (41) 3013-1483

Anúncios